Comportamento

Alex From Target é fenômeno nos Estados Unidos

Por Renata Deos

Você não sabe quem é Alex From Target? Ele foi assunto do The New York Times, CNN, People Magazine...

Alex From Target é fenômeno nos Estados Unidos

Alex tem 16 anos e é caixa e empacotador. Há 3 meses trabalha em uma das lojas da rede Target em Dallas. De Alex desconhecido para Alex from Target, fenômeno no país e notícia nos principais veículos de comunicação, como The New York Times, CNN, Washington Post e People Magazine, levou poucas horas.

Ele ainda não entendeu bem o que está acontecendo. Sabe que uma foto sua, tirada sem que ele soubesse, empacotando mercadorias foi postada no Twitter e acabou retuitada 800 mil vezes carregando a hashtag #alexfromtarget

O desconhecido funcionário da Target ganhou destaque na rede social pela lista dos Trend Topics e a partir daí ficou impossível controlar memes, piadinhas, correntes, discussões sérias, revoltas, convites para talk shows e o assédio das fãs enlouquecidas.


Foto que foi tirada sem ele saber e compartilhada no Twitter (à esquerda) e reportagem no The New York Times (à direita)

Alex é bonitinho, sorriso branco, cabelo a la Justin Bieber, carinha de bom menino. A polo vermelha do uniforme da empresa o favorece. Aqui no Brasil com certeza seria capa de revista de adolescentes. Um colírio? Seria convidado para fazer uma temporada de Malhação?

O que vai acontecer com Alex é menos importante para a mídia do que entender o motivo dele ter conquistado tamanho sucesso em tão pouco tempo. E é neste ponto que eu questiono como são tratados os virais e a fama instantânea. Se fala sempre do fenômeno e do sucesso. E se esquece que existe uma pessoa passando por um processo muito "louco".

O menino de uma hora para outra tem a vida investigada, é vigiado, perseguido, atormentado e sem nem mesmo ter pedido ou buscado pela fama.

Aliás, esse episódio americano do Alex me lembrou muito o episódio brasileiro que tivemos em 2012 com a Luiza que estava no Canadá. A jovem ficou famosa depois que seu pai fez um comercial de um empreendimento imobiliário e no discurso falava da família e a frase que correu o Brasil inteiro foi "Menos a Luiza, que está no Canadá". Hoje a jovem tem menos de 5 mil seguidores no Instagram e nada muito expressivo em outras mídias sociais.

Alex e Luiza ficaram famosos pela facilidade e pelo lado do sem sentido da era digital e não por um talento, uma atividade. Assim como um flash mob, quem assiste acha graça. Mas será que quem protagoniza também acha engraçado? O que você acha?

Veja os vídeos de Luiza (do comercial de 2012) e de Alex (em entrevista para Ellen Degeneres - em inglês). 

 

 

(Imagens: reprodução do Twitter #alexfromtarget)