Comportamento

Está na dúvida na hora de presentear os funcionários da escola?

Por Priscilla Perlatti

Professores dão dicas do que é legal e do que evitar na hora das lembrancinhas de fim de ano

Está na dúvida na hora de presentear os funcionários da escola?

Eu sempre fico muito confusa na hora de presentear os professores e funcionários da escola das minhas filhas. Nunca sei se devo mandar presentes em todas as datas comemorativas, só em algumas ou escolher apenas uma. É muita gente querida que a gente quer agradecer por cuidar tão bem dos nossos filhos, mas haja orçamento!

Ao mesmo tempo que vivo em busca das regras de etiqueta escolar, também vou atrás de dicas criativas de presentes originais e dentro das minhas possibilidades financeiras (a Dani Folloni deu uma sugestão muito legal de presente coletivo), mas é claro que o que a gente mais quer é acertar no presente do amado mestre.

Fui buscar a informação na fonte: conversei com algumas professoras e perguntei o que elas mais gostavam de ganhar como lembrança de fim de ano.

Chocolates são sempre bem-vindos. Apreciados por (quase) todo mundo pelo seu sabor, também trazem uma simbologia terna, pois são associados a boas e doces lembranças. É clichê, eu sei, mas nunca vi ninguém triste por ganhar chocolates! Outros itens citados são vale-livros, cadernos artesanais e itens personalizados.

Vale investir um pouco mais de atenção e carinho na busca pelo presente para o professor do seu filho ou da sua filha. Ele é uma pessoa importante na formação intelectual e emocional da criança e uma lembrança selecionada com cuidado reflete o quanto a família aprecia esse trabalho tão notável. O presente não precisa ser caro ou exclusivo.

Uma confissão que as professoras que conversei me fizeram: algumas vezes ficam constrangidas quando ganham coisas muito pessoais, como roupas, acessórios e produtos para o corpo/rosto. Esses são itens que dependem muito do gosto particular de cada um e as chances desses presentes ficarem encostados no fundo da gaveta são enormes.

E por fim, uma regra de ouro: nunca, nunca mesmo dar uma coisa usada ou com validade vencida! Isso faz parte do pacote de boas maneiras e consideração com qualquer presenteado.

 

(Foto: Arquivo pessoal)