Comportamento

A lista do "já fiz"

Por Daniela Folloni
@blogitmae

Um antídoto para acabar com aquela sensação de que você não deu conta do recado

A lista do "já fiz"

Não existe nada mais desanimador do que chegar ao fim do dia esgotada e, ao dar uma olhada na lista do que deveria ter feito, concluir que não deu conta do recado.

E não foi por falta de competência. Não foi por preguiça. Foi por uma questão de horas. Ou melhor, de falta de horas!

As 24 horas que temos em um dia não são suficientes. Esse é um dos sinais de que a gente vive impondo a si mesma uma produtividade além do ideal. Não adianta tentar espremer, pisar no acelerador do carro, se irritar com o computador que nem sempre está a seu favor. O fato é que o dia tem um limite, a gente tem um limite e... mesmo sabendo disso, não se contenta com menos.

O pior de tudo é quando acabamos só colocando os holofotes naquilo que não entregou, que não fez, que ficou para depois. O resultado disso? Se sentir uma profissional incompentente, uma mãe mais ou menos ou dona de casa zero à esquerda.... injustamente! Afinal, se o dia passou e você nem viu é porque certamente você fez muuuita coisa.

Portanto, resolvi lançar a moda da lista do "já fiz". Ao invés de chegar no fim do dia e ficar toda ressentida consigo mesma por não ter sido uma mulher ainda mais que perfeita, a proposta é repensar no dia desde o começo (no café da manhã ou antes dele, se o seu filho acordou de madrugada e pediu mamadeira ou se enroscou na sua cama ) até o finalzinho.

Pegue caneta e papel - ou anote no bloco de notas do computador - tudo o que você fez. Não tem nada melhor para autoestima - para dar um chega pra lá na autobrança desmedida. Não tem nada melhor para disparar a sensação de dever cumprido. E ter certeza de que você sempre faz acontecer.