Comportamento

Ser mãe também é ser Cinderela

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Quando nasce um filho, nasce uma princesa! Mesmo que ela, no dia a dia, esteja mais para Gata Borralheira!

Ser mãe também é ser Cinderela

Hoje, como acontece em 99% dos dias nos últimos quatro anos, acordei com a minha filha me chamando. O relógio ainda não marcava 8 horas da manhã, embora eu tenha ido dormir depois das 2 horas da madrugada.

O resultado de poucas horas de sono era visível ao espelho: duas olheiras bem marcadas, que nem a combinação de corretivo, base e pó conseguiram disfarçar.

Meu cabelo também não está dos melhores: aliás, que saudades sinto da gravidez, época em que as doses altíssimas de progesterona circulantes garantiam fios sedosos e brilhantes. É maravilhoso: você não precisa de cremes hidratantes, cabeleireiros caríssimos para achar que seu cabelo está parecido com o do comercial de televisão.

Mas, infelizmente, depois do parto o efeito passa - não só a maciez vai embora, como o cabelo cai e você fica com falhas na cabeça por um bom tempo.

Já que o espelho não parecia muito amistoso, resolvi abrir o armário e me trocar. Confesso que ali ainda guardo algumas calças que eu sei que não cabem mais, mas que ainda tenho esperança de usar um dia.

E os sapatos? Os de salto foram deslocados para o fundo da sapateira, porque se tornaram objetos de pouco uso; na frente, apenas sapatilhas, que acompanham o dia a dia corrido de quem tem que levar o filho para a escola, passar no supermercado, trabalhar e ainda brincar de casinha no fim da tarde.

Sem muita animação, coloquei o café da manhã na mesa. E foi então que eu ganhei o dia: "Mamãe, sabia que você é tão linda quanto uma princesa?".

Aquele tiquinho de gente, minha filha, me olhava com olhos encantados, como se estivesse diante de uma grande beleza!

Ela não ligava se minhas unhas não estavam feitas, se o melhor penteado que eu havia conseguido fazer era um rabo de cavalo - seu amor era tão puro, que promovia a mágica da transformação: de Gata Borralheira a Cinderela!

Pensando bem, no fundo todas as mães são exatamente isso: Cinderelas! Que, com seu carinho, sorriso e trabalho, tornam a vida de sua família mais feliz.

Seus sapatos não são de cristal, mas podem ter um certo brilho. São fortes como a princesa do conto de fadas, porque descobrem que nem todos os dias são fáceis (mas que cada um traz seu aprendizado).

E, principalmente, porque encontram o verdadeiro amor, quando seguram seu filho pela primeira vez. 

Se você também acredita que é uma Cinderela, compartilhe com a hashtag: #EuTbSouCinderela

(Foto: Getty Images)