Comportamento

Tem etiqueta nos grupos de WhatsApp?

Por Daniela Folloni
@blogitmae

Ideias para usar o aplicativo sem estresse nem saias justas

Tem etiqueta nos grupos de WhatsApp?

Os grupos no WhatsApp são ótimos - bem ágeis e divertidos. Mas confesso que sinto falta de alguns recursos que facilitem a conversa.

Um deles é a tecla curtir, para gente dar apenas um: "achei legal" para determinado comentário de determinada pessoa. Às vezes, por falta de tempo, atenção ou vontade mesmo, a gente não comenta o que foi dito. E parece que ignorou a pessoa. Acho deselegante.

Também seria ótimo se tivesse como marcar uma pessoa para ficar mais claro o que a gente quer falar - e com quem. Dependendo da quantidade de pessoas no grupo, as informações ficam perdidas e confusas, especialmente quando você resolve responder algo que foi postado lá atrás.

Para lidar com as limitações do aplicativo - e evitar algumas saias justas que tenho presenciado - estou adotando algumas práticas:

- Quando quero falar com apenas uma pessoa do grupo, mando uma mensagem só para ela. Não é preciso mandar para o grupo todo. Se o assunto só interessa para duas pessoas, não tem sentido comunicar a todos.

- Se alguém postou uma conversa particular no grupo, melhor ignorar. Entrar no meio da conversa é inconveniente.

- Se desejo falar muitas coisas, não escrevo. Mando uma mensagem de voz. É só ativar a função microfone. Não é necessário ficar digitando no teclado do smartphone. 

- Não tento fazer piadas nem julgamento de valor em grupos com os quais não tenho muita intimidade. O risco de acabar sendo mal interpretada é grande. E se explicar com letrinhas é mais difícil do que se explicar no papo olho no olho. Porque letras não têm entonação de voz. Sem querer parecer meio antiguinha, em vários casos, uma conversa pelo telefone - nem que seja rapidinha -  é melhor que mil tecladas.

(Foto: Getty Images)