Cozinha

Qual é o doce mais doce que o doce de batata doce?

Por Patrícia Cerqueira
@Comida Boa Muda Tudo

O trava-língua do Palavra Cantada inspirou uma enquete com blogueiras-cozinheiras para descobrir os melhores doces brasileiros

Qual é o doce mais doce que o doce de batata doce?

Sabe aquele tipo de conversa que rende muito?! Pois junte uma porção de blogueiras que são cozinheiras de mão cheia e pergunte qual o doce tipicamente brasileiro do coração de cada uma. A lista que vai surgir é de uma delícia sem igual. Fiz isso e o resultado você vê abaixo. Tenho certeza que ficará tentada a correr para o fogão para preparar uma dessas delícias brasileiríssimas.

Entre tantos citados, surgiu o bolo de rolo, tradicional de Pernambuco, lembrado pela Milene Massucato, do Diiirce. A Patrícia Smith, do Mundo Ovo, logo colocou o quindim na roda e uma dúvida nos assaltou: quindim é brasileiro? Sim, agora é. Dizem os arquivos virtuais que é um doce tipicamente brasileiro e não português. A Patricia também lembrou do brasileiríssimo quebra-queixo: um doce com pedaços grandes de coco. Amo quebra-queixo assim como romeu e julieta, lembrado pela querida Claudia Ramalho, do Feito a Mão.

Na lista ainda surgiram bolo de fubá, arroz doce, pé de moleque e outros que estão abaixo e fazem qualquer um salivar!

1) Brigadeiro

O doce mais popular das festas de aniversário nasceu no Rio de Janeiro. Pelo menos é o que dizem por aí. Durante décadas, a bolinha doce era feita com achocolatado, leite condensado e manteiga. E enrolada no granulado. Nos últimos anos, surgiram brigadeiros gourmets, com sabores e cores. Não importa o jeitão dele. O importante é ser gostoso e fazer sucesso, como os da Diiirce, escrito por Milene Massucato.

2) Sagu de vinho

A Mamafoodie (no Instagram @mammafoodie), Renata Damasio, lembrou desse doce que também é brasileiro. Diz por aí que tem até DNA indígena. O fato é que esse doce fez parte da minha infância. Eu amava ir na casa de uma tia muito querida só para comer o sagu de vinho, quer era divino. Deixo a receita do Panelinha. A Rita Lobo pede para não servir para as crianças. Eu discordo. O vinho, além de misturado em água, cozinha durante tanto tempo que não sobra álcool.

3) Maria mole

A Patricia Smith, do Mundo Ovo, lembrou desse outro doce que, assim como o sagu, fez parte da minha infância loucamente. Inclusive porque era tão fácil de fazer que eu preparava sozinha. Não esperava a minha mãe. A receita está nesse texto, que ainda traz outras sobremesas tipicamente brasileiras, como arroz doce (amo, amo amo) e curau (amo).

4) Canjica

Acho canjica daquelas comidas confortáveis, que habitam nossa memória emocional. Eu lembro da minha mãe colocando a canjica de molho, escorrendo a água, cozinhando e perfumando a casa. A Paula Weber Citrin, do Pitadas e Palpites, lembrou dessa confort food. A receita dela você confere aqui.

5) Cocada

Assim como o brigadeiro, a cocada é brasileiríssima. Aliás, o nome Brasil a define como "O" doce do nosso país. Restaurantes badalados fizeram releituras dessa receita de coco ralado com açúcar. E como o brigadeiro, a cocada gamou uma variedade de sabores: branca, queimado, com doce de leite, maracujá, abóbora... Eu gosto da branca, como a Paula Weber, do Pitada de Palpites, ensina a fazer ou a de coco queimado.

6) Ambrosia

Quando morei em Belo Horizonte, durante um ano, me apaixonei por esse doce muito comum entre os mineiros e muito bem lembrado pela Maria Capai, do Diga Maria. Aliás, Maria conta em seu post que "ao escrever aprendi que a ambrosia é o doce mais antigo de Minas Gerais, tem sua origem na península ibérica e é citada inclusive na mitologia grega como manjar dos deuses". Se é assim, se joga na receita dela e faz para o final de semana.

7) Compotas

A lista de doces brasileiros não seria uma lista confiável se não incluísse as compotas e os doces em formato de coração, como o doce de batata doce, doce de abóbora, doce de batata roxa (?!), que na verdade são tingidos com beterrada para ganhar aquela cor linda. Além, claro, do maravilhoso e brasileiríssimo doce de abóbora.

Beijos e bom doces,

Patricia

PS: Imagem gentilmente cedida por Georgia Zeringota e Paula Weber - Todos os direitos reservados.

 

comentarios doces, doces brasileiros