Educação e Desenvolvimento

Aprendendo inglês de diferentes maneiras

Por Paula Rizzo

Jeitos novos de acelerar o aprendizado do idioma entre adolescentes e adultos

Aprendendo inglês de diferentes maneiras

Há algum tempo foi publicado aqui no Disney Babble uma matéria com ideias para incentivar o aprendizado de novos idiomas. Mas este meu post é sobre três jeitos ainda mais diferentes, que envolvem novas dinâmicas para o aprendizado da língua inglesa.

São maneiras lúdicas, interativas e dinâmicas de favorecer o aprendizado, especialmente entre adolescentes. E todos envolvem tecnologia.

  1. Aprender jogando: um grupo de três estudantes do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) criou no Brasil o Backpacker, uma plataforma de game para ensinar inglês. Ele parte do princípio de que as pessoas aprendem na necessidade e aprendem viajando. Para tal, simula uma viagem ao exterior e tem uma plataforma parecida com a do jogo "The Sims", na qual o usuário interage com outros jogadores dentro de um ambiente virtual.
  2. Aprender com música: o Feel The Music foi desenvolvido pelos mesmos criadores do Backpacker. Trata-se de uma plataforma em que os jogadores têm que dar respostas corretas (preencher corretamente as lacunas de palavras na letra da música, enquanto ouve a gravação original, selecionando entre três opções de resposta) enquanto assistem a videoclipes. O jogo é capaz de detectar o nível de cada usuário com base nas respostas e sugerir músicas mais adequadas para cada etapa do aprendizado.
  3. Aprender com idosos: uma rede de escolas de inglês brasileira inovou ao criar o Speaking Exchange, programa que coloca os estudantes em conversação com idosos americanos que vivem em casas de repouso para que, através de videoconferência, possam exercitar o idioma e entreter os idosos. Pelos experimentos realizados, parece ter sido gratificante para ambos os lados.

 

Bastante diferentes entre si, essas novas modalidades têm em comum a interatividade, o ineditismo e um alto grau de imersão e envolvimento, sendo todas direcionadas ao público adolescente.

(Foto: CNA, frame do vídeo de divulgação do 'Speaking Exchange')