Educação e Desenvolvimento

Videoaulas para ensino fundamental e médio

Por Paula Rizzo

Como usar a tecnologia para democratizar o ensino

Videoaulas para ensino fundamental e médio

Uma das coisas que eu mais aprecio na tecnologia é a capacidade de democratização do acesso às informações. E tenho achado muito interessante ver as opções para quem busca reforço escolar ou deseja aprender com o apoio de vídeos sendo ampliadas aqui no Brasil. As opções estão cada vez mais saindo do básico.

Um dos precursores desse modelo foi o telecurso, formato introduzido no país pela Fundação Roberto Marinho no final dos anos 70. Desde 1995, por meio de parcerias com prefeituras, governos e instituições públicas e particulares, a Fundação já implementou, em todo Brasil, 32 mil salas de aula com a Metodologia Telessala, fazendo com que mais de 6 milhões de alunos concluíssem o ensino básico.

Em 2013, um novo e importante movimento aconteceu: o YouTube e a Fundação Lemann decidiram avaliar a qualidade dos conteúdos de ensino médio, das disciplinas de biologia, matemática, química, física, língua portuguesa disponíveis na internet e organizá-los na plataforma YouTube Edu. O Brasil foi o segundo país a receber um projeto de portal exclusivo de educação dentro do ambiente do YouTube, movimento que aconteceu inicialmente nos Estados Unidos, em 2009.

Numa primeira leva foram selecionados por aqui cerca de 8 mil vídeos que estavam de acordo com as diretrizes e os parâmetros curriculares nacionais. Todos foram classificados e organizados por curadores especializados. Há aulas em português de vários canais, como o Manual do Mundo, Vestibulandia, Biologia Total, Matemática Rio, Novo Telecurso e Khan Academy. O YouTube Edu fez também uma chamada aberta para que outros professores e canais compartilhassem seus conteúdos para ser avaliados pela equipe de curadores.

Hoje, esse conteúdo foi ampliado e inclui também aulas do ensino fundamental e novas disciplinas. No futuro deve incluir também aulas do ensino superior.

Vale muito a pena observar de perto esse tipo de iniciativa que usa a tecnologia para democratizar o ensino. Como mãe, só posso aplaudir de pé iniciativas assim.

(Foto: Reprodução YouTube/EDU)