Família

15 coisas para fazer antes que os filhos cresçam

Por Nívea Salgado
@Mildicasdemae

Os filhos crescem rapidamente. Se você não prestar atenção, poderá deixar de colecionar memórias incríveis!

15 coisas para fazer antes que os filhos cresçam

Na correria do dia a dia, nem sempre nos damos conta da passagem do tempo. Impressionante como eu olho para o calendário fixo à minha geladeira e me surpreendo com a rapidez com que as folhinhas dos meses são retiradas de lá.

Sem aviso, as palavras que minha filha pronunciava com os adoráveis erros fonéticos dos primeiros anos de vida começaram a ser faladas com perfeição. As fraldas, que ocupavam um enorme espaço nas gavetas, se foram para não mais voltar. 

Onde está aquele bebezinho que morava em minha casa? Deu lugar à uma linda menininha, que a cada nova fase me apresenta novos desafios e alegrias. E, por incrível que pareça (porque dá um trabalho enorme cuidar de criança pequena!), sinto que sentirei saudades de muitas coisas que vivemos nos dias de hoje.

Imagino que você tenha o mesmo sentimento. Por isso, acredito que vá se identificar com a lista das coisas que eu sugiro fazer antes que so filhos cresçam. Ao final, me conte como você poderia complementá-la, combinado?

15 coisas para fazer antes que os filhos cresçam

- Segurá-lo por uma hora inteira, enquanto ele descansa em seus braços (lembre-se de que em pouco tempo seu corpo não caberá mais nesse mesmo espaço).

- Sentir sua mão que a agarra com força, apesar de ter o tamanho do dedo mindinho.

- Cheirar seu cabelo, na tentativa de guardar para sempre na memória aquele aroma de bebê.

- Fazer caretas e vê-lo gargalhar. E perceber que a alegria não depende de mais nada.

- Deixá-lo dormir em sua cama naquela noite terrivelmente fria de inverno.

- Levá-lo à praia e passar uma tarde inteira pegando conchinhas.

- Marcar sua altura na mesma parede, a cada ano que passa.

- Comer chocolate escondido e vê-lo se perguntar de onde vem aquele cheirinho gostoso (que dó!).

- Inventar a história mais sem pé nem cabeça que lhe passar pela cabeça. Ele não discutirá o porquê "da girafa ter entrado no disco voador para ir à festa que a vovó está fazendo no quintal de casa".

- Aproveitar o título de mãe (ou pai) mais sabido do universo.

- Brincar de esconde-esconde e vê-lo com metade do corpo para fora do esconderijo, certo de que está muito bem escondido.

- Tomar chá imaginário, comer a comida do restaurante que ele acabou de abrir ou brincar de super-herói (com direito a correr com capa pela casa).

- Fazer com as próprias mãos seu bolo de aniversário (aproveite que nessa fase ele sempre dirá que ficou lindo, independente de seu grau de inabilidade para a tarefa).

- Abraçá-lo com todas as suas forças na saída da escola. Em alguns anos, isso será considerado "pagar o maior mico com a galera".

- Dizer "eu te amo" todos os dias! Para que nunca, sequer por um segundo, ele deixe de acreditar você estará lá sempre que ele precisar.

 

Antes que vocês me perguntem, o bolo Kit Kat da imagem (cujo passo-a-passo eu mostrei em meu blog pessoal) foi feito por mim, para o terceiro aniversário de Catarina (que orgulho!).