Família

Os passeios e os banheiros familiares

Por Priscilla Perlatti

A frase "Mamãe, quero fazer xixi!" é motivo de desespero quando vocês estão fora de casa?

Os passeios e os banheiros familiares

A cena é clássica: você está em um restaurante, prestes a dar a primeira garfada no prato de comida delicioso e fumegante, quando um dos pequenos (ou pequenas) proclama sem cerimônia: “Preciso ir ao banheiro! Não dá para esperar!”

Tem também a variante dessa situação, onde a família está em um local público (rua, parque, museu, shopping, etc.), geralmente a muitos metros de distância de qualquer toalete, quando a criança pede: “Quero fazer xixi…”

Nos dois casos não tem muito o que fazer além de largar tudo e ir correndo atrás de um lugar apropriado para seu filho se aliviar (não estamos falando de “molhar as plantinhas” aqui, combinado?)

Mas aí é que começa o problema. Já tentaram achar banheiros decentes por aí, que atendam as necessidades de famílias, crianças pequenas, pais com filhas, mães com mais de 2 filhos(as) com o mínimo de estrutura e higiene?

É difícil, né? Sei bem disso pois minha filha caçula tem uma fixação por banheiros. Em qualquer lugar que estamos ela pede para ir e fazer o número 1, 2 e (muito importante!) lavar as mãos para ver a cor do sabonete. Sempre comenta sobre a decoração, a limpeza, se tem ou não protetor de papel para o assento e também questiona sobre o maior mistério que esses locais apresentam: como abrir a torneira da pia (porque haja criatividade para inventar tantos dispositivos diferentes!)

Como mãe e assídua frequentadora de banheiros públicos, já vivenciei alguns apertos com as crianças, mas andei percebendo que aos poucos as coisas vêm melhorando. As opções de banheiros familiares (como o da foto, no Shopping Parque Arauco em Santiago do Chile) têm crescido em todos os lugares e a flexibilidade para atender pais, mães, filhos e filhas em todas as idades e configurações está aumentando. 

Todavia, a experiência me ensinou a ser uma mãe mais precavida, por isso tomo algumas medidas todas as vezes que estamos de saída:

  • me certifico que minhas filhas fizeram suas necessidades antes de sair de casa;
  • em todos os lugares que vou procuro identificar a sinalização e descobrir a localização dos toaletes mais próximos;
  • ando com um kit banheiro na minha bolsa, que inclui protetores de assento sanitário descartável (vendido em embalagens individuais em farmácias e lojas de utilidades), lencinhos de papel e também os umedecidos.

 

E você aí pensando que depois do desfralde seus problemas tinham acabado… ;-)