Rede Babble

Mocinhos (tweens) também merecem cabelos cheirosos!

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

Tudo costuma ter cara ou cheiro de menina e como é difícil achar produtos para filhos homens!

Mocinhos (tweens) também merecem cabelos cheirosos!

Agora sou mãe de menina, mas nos 13 anos em que fui apenas “mãe de menino” eu notava e reclamava de uma conduta que se tornou meio padrão aqui no Brasil: produtos de higiene cor-de-rosa.

Começando pelo mais tradicional dos creminhos para crianças (rosinha desde que eu era bebê) até os melhores cremes para pentear os cachos, tudo costuma ter cara ou cheiro de menina. Tem loções com personagens da Marvel (tem sim, já comprei uns do Homem-Aranha para a primeira viagem do meu filho para um acampamento com a turma da escola), mas no geral os produtos têm cheiro adocicado que lembra perfume de menina.

Curiosamente, a Johnson’s, ao lançar um “cheirinho gostoso” que garante o cheiro de limpeza por mais tempo, fez na versão azul-menino, o que aqui em casa gerou uma piada sobre os meninos sofrerem bullying por serem os fedidos. Piada ou não, a linha foi bem usada pelo filhote do meio e eu gostei de encontrar um produto para cuidar dos cabelos (lindos) do meu menino sem deixar com cheiro feminino.

:)

Mas se a gente tem que driblar as coisas quando eles são meninos, quando viram adolescentes e precisam de desodorante e creme para barbear, garanto, a coisa não fica mais fácil.

Quis montar um kit de higiene masculino quando notei que meu filho mais velho precisava começar a se barbear. Algo equivalente ao rito de passagem da menina que fica mocinha, sabem?

Pois sofri para achar produtos masculinos que não tivessem um cheiro ou uma composição fortes demais - afinal, a gente corta o cordão umbilical, quer fazer de um jeito suave, não dá para, de repente, ter um mocinho cheirando a caminhoneiro ou a lutador de UFC em casa, né?

Estamos testando e gostando da nova linha Turma da Mônica Jovem, que tem desodorante e também um mix de produtos (xampu e condicionador e sabonete) para atender aos “tweens”, ou seja, quem não é mais tão criança, mas ainda não é um “adolescente barbado”. A linha, da Huggies, não tem tanto cheiro de sabonete de criança pequena e atende bem às necessidades dos meninos agitados.

Agora, quanto ao gel de barbear, este eu ainda estou testando para achar algum menos “troglodítico”... Aceito sugestões, pessoal!