Saúde e Bem-estar

7 passos para diminuir a timidez

Sim, com algumas mudanças no seu comportamento e na forma de pensar você pode se sentir mais segura e confiante!

7 passos para diminuir a timidez

A vida da pessoa tímida não é nada fácil. Vergonha de falar em público, dificuldade em expressar seus sentimentos e necessidades, medo de ser julgada, pavor ao ser observada e até dificuldade para se aproximar de alguém são algumas das sensações que atrapalham tanto a sua rotina pessoal quanto profissional.

“Quando tenho que fazer uma apresentação no trabalho, mesmo que seja diante de poucas pessoas, já me sinto aflita. Meu rosto fica vermelho, a boca seca e fico morrendo de medo de falar ou fazer algo errado. É uma tortura”, conta a publicitária Ana Luiza Fonseca, de 32 anos.

Segundo a psicóloga Marisa de Abreu, o segredo da felicidade, tanto para a pessoa tímida quanto para o extrovertido, é respeitar a si mesmo.

“É preciso entender que cada um tem seu jeito de ser e só deve tentar mudar isso caso sua timidez esteja prejudicando algum aspecto importante da vida, como diminuição de oportunidades profissionais, falta de bons relacionamentos amorosos ou de companhia para sair e se divertir”, argumenta a especialista.

Neste caso, vale tentar seguir alguns passos para se sentir mais confiante e livre. Tome nota!

(Foto: Getty Images)

1
Dê-se o direito de avançar um passo no caminho da superação da timidez a cada dia. “Estabeleça pequenas metas como, por exemplo, cumprimentar o porteiro com um tom de voz mais alto ou elogiar a roupa de uma colega de trabalho”, sugere Marisa.
2
Converse com seus próprios pensamentos. Identifique o que lhe passou, intimamente, pela cabeça que a levou a não ser mais expansiva em determinado momento. Por exemplo: se você recusou o convite para tomar café com um colega de trabalho, procure lembrar o que pensou. Achou que foi convidada apenas por educação?
3
Agora, lute para rebater esses pensamentos limitantes, ou seja, quando perceber que não aceitou um convite por considerar que a pessoa só convidou por educação, rebata este pensamento com argumentos fortes, como: “E daí? Isso significa que a pessoa quer ser educada comigo, isto não é bom?”. Você pode aproveitar a oportunidade e mostrar que o convite valeu a pena.
4
Escreva suas metas comportamentais. Coloque de forma bem clara como gostaria que fosse seu comportamento. Faça algo como: “Rir espontaneamente quando contarem uma piada”. Assim, você conseguirá identificar quais reações deve desenvolver.
5
Imagine cenas manifestando vários comportamentos extrovertidos. Desta forma, seu cérebro começa a ser treinado a aceitar estas atitudes como naturais.
6
Observe o que gostaria de receber das pessoas e dê isso a elas em primeiro lugar. Não fique na expectativa de ser bem tratada para só depois tratar bem alguém. “Se notar que gostaria que lhe oferecessem um bombom, compre um bombom e ofereça a alguém”, opina Marisa.
7
Diminua suas críticas em relação às outras pessoas. Normalmente, alguém tímido teme ser criticado e, como autodefesa, se torna um crítico feroz, criando um circulo vicioso.