Saúde e Bem-estar

Seu filho precisa usar aparelho nos dentes?

Por Paula Rizzo

As principais dúvidas que povoam a cabeça das mães

Seu filho precisa usar aparelho nos dentes?

Minha filha mais velha completou em abril 7 anos e, como de costume, foi ao dentista para a consulta regular: olhar os dentes de leite, os permanentes, ver se está tudo bem e fazer profilaxia. 

Mas aí veio a surpresa com a recomendação da dentista em visitar um ortodentista para uma avaliação. "Puxa, mas nem trocou todos os dentes!", pensei eu.

"Será que vai ter espaço para os dentes que nascem?"; "Será que tem realmente efeito?"; "Será que a criança já tem responsabilidade para cuidar do aparelho?"; "Será que precisa?"

Eram muitas as dúvidas...

Já fui conversando com outras mães. Algumas têm filhos com aparelhos. E o discurso era muito alinhado ao da dentista: tem coisas que é bom já ir corrigindo.

Liguei para amigos dentistas, li um bocado na internet também. E tudo que lemos e ouvimos de certo modo confirmou essa fala.

Pegamos uma boa indicação e fomos então ao ortodentista, que indicou o uso de aparelho móvel, pediu para fazer os exames de documentação e explicou como seria o tratamento.  

Ficamos seguros com a explicação, mas ainda não demos entrada no processo. 

Mas, nesse meio tempo, começou a ficar mole um dos dentes da frente e seguramos o ritmo...

Um clássico momento em que o pai e a mãe precisam de um tempinho para amadurecer a ideia.

(Foto: Arquivo pessoal)