Tecnologia

Nova paixão: Disney no Deezer

Por Samantha Shiraishi
@maecomfilhos

Fiz uma playlist para minha filha quando ela estava na barriga e é uma graça quando ouvimos as músicas juntas. Agora, tenho uma nova alegria

Nova paixão: Disney no Deezer

Quando eu só tinha os meninos pré-adolescentes, o Deezer surgiu em nossas vidas como uma alternativa para ajudar na educação musical e, também, organizar os estilos de cada um. Assinamos o serviço assim que chegou no Brasil, em 2012, e foi ótimo poder aproveitar os recursos de música de forma ilimitada em streaming e via aplicativos de celulares (iOS, Android e Windows).

Logo depois, engravidei de Manu e surgiu nossa playtlist da barriga, que ouvíamos no quarto e na sala usando AppleTV mais tarde. Assim, unimos dois mundos: recriamos o ambiente aconhegante e usamos a música como terapia.

Fiquei sabendo que Disney agora tem um canal exclusivo dentro do Deezer, voltado para usuários da América Latina. Essa área especial no aplicativo reúne, em uma configuração customizada, o conteúdo musical Disney, com canções e trilhas sonoras de filmes, séries e animações. Com isso, vejo muitas outras opções para aproveitar com minha pequena.

Se já tem comprovação científica do valor da boa música para as sinapses cerebrais e para diversas terapias de saúde, avalio o quanto essa mágica pode ser amplificada quando se trata das músicas dos filmes e programas favoritos.

Vejam só: ao cantar “Lerigo” ("Let It Go", a canção de Frozen - Uma Aventura Congelante, favorita de 9 entre 10 meninas!) ou "Amigo estou aqui", de Toy Story, a criança faz uma série de relações mentais automáticas, que a gente nem está avaliando ou estimulando de verdade, mas que podem ser excelentes para seu desenvolvimento.

Quando ouve a música e começa a repetir a coreografia, a criança desenvolve coordenação motora, memória, equilíbrio e muitas outras habilidades que são supervaliosas - e que a gente até tentaria estimular racionalmente, não é mesmo?

Por isso estou muito animada com o canal exclusivo que oferece em sua aba de Colecionáveis as canções clássicas da Disney como “Hakuna Matata”, de O Rei Leão; e “Le Festin”, de Ratatouille, além de trilhas sonoras de programas de TV como Violetta, do Disney Channel, dedicado a crianças de 6 a 12 anos e suas famílias, e A Casa do Mickey Mouse, do canal Disney Junior, que foca no desenvolvimento de crianças de 2 a 7 anos, com ênfase na fase pré-escolar.

Entre os clássicos da Disney que poderão ser acessados através dessa seção exclusiva do Deezer, também há trilhas sonoras de filmes, tais como "O Livro da Selva: Mogli, O Menino Lobo", "A Bela e a Fera", "A Pequena Sereia" e "Branca de Neve e os Sete Anões".

Amo trilhas sonoras e já me diverti muito com algumas das que eu até já tinha no iPhone, como Toy Story, A Família do Futuro e O Galinho Chicken Little. Ficou muito fácil navegar e achar suas favoritas, de todas as épocas, de todos os gostos (até os roqueiros mais radicais vão se dobrar com trilhas como a de Aviões!), disponíveis no canal

Ou seja, para reunir gerações e agradar a todos :)

A seção especial Disney no Deezer está disponível para PC e dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Além do catálogo musical especial, os usuários encontrarão jogos, como Music Quiz, e a oportunidade de participar de desafios e compartilhá-los em redes sociais. O novo canal está disponível para contas de usuários gratuitos e assinantes desta plataforma, e pode ser acessado aqui

Esse texto até parece um publieditorial, mas não é. O Deezer me conquistou há anos porque une simplicidade e qualidade. Para aproveitar do serviço, é necessário se cadastrar (valem perfis de redes sociais, que vincula suas escolhas com a de seus amigos) para poder procurar músicas num catálogo de mais de 20 milhões disponíveis, criar playlists e aproveitar da música com sua comunidade de amigos.

O Deezer tem acordo com a grande maioria das gravadoras e entidades de direitos autorais, representando uma das fontes de recursos para os artistas com mais crescimento, mesmo no digital.

Curiosidade: o Deezer foi criado na França, em 2007, pelo hacker Daniel Marhely, de apenas 20 anos. Mais um ponto para os pais que estimulam a criatividade dos filhos explorarem: demonstrar que, com uma visão diferente, conseguimos mudar o mundo sem precisar reinvetar tudo, encontrando um caminho que mescle o novo (como é o sistema de streaming) com o consolidado (como os clássicos musicais).

(Foto: Arquivo pessoal)