Viagem e Férias

As cachoeiras mais incríveis do Brasil

Belezas naturais espalhadas por todo o país são um convite para o lazer em família na estação mais quente do ano

As cachoeiras mais incríveis do Brasil

Ah, as cachoeiras... Maravilhas da natureza sempre prontas para serem admiradas e aproveitadas. E a sua família não precisa, necessariamente, ser do tipo aventureira para visitar uma queda d’água. Há algumas opções lindas, acessíveis e cheias de estrutura para receber visitantes por todo o Brasil. Selecionamos 12 delas para você se programar e visitar - com ou sem as crianças. (Foto: Marcus Faller/ Divulgação Cataratas do Iguaçu)

Salto Yucumã – Rio Grande do Sul
Essa é a maior cachoeira em extensão do mundo, chegando a mais de 1.800 metros de comprimento! É formada por várias quedas d’água, uma ligada a outra, com cerca de 15 metros de altura. O Salto Yucumã fica bem na fronteira entre Argentina e Santa Catarina, no Parque Estadual Florestal do Turvo. A melhor época para visitação é a seca, que vai de novembro a abril, quando as quedas ficam totalmente à mostra. O percurso até bem perto pode ser feito de carro. Ah! As crianças são bem-vindas!

Cataratas do Iguaçu – Paraná
Você sabia que iguaçu significa “água grande” em tupi-guarani? O nome das Cataratas não poderia ser diferente. Elas também se dividem entre Argentina e Brasil, porém, ficam no Estado do Paraná, na cidade de Foz do Iguaçu. A largura do lado brasileiro é de 800 metros, com quedas de até 80 metros (foto). Os passeios podem ser feitos tanto pelo lado brasileiro quanto pelo argentino – por aqui, dura de 2 a 4 horas, percorrendo-se caminhos que surpreendem a cada nova vista das quedas. Um dos Patrimônios Naturais da Humanidade, as Cataratas recebem muito bem os pequenos, que ficam encantados com tamanha beleza!

Cachoeira da Fumaça - Bahia
Há quem diga que a Cachoeira da Fumaça é a maior da Brasil. Mas, para chegar lá, é preciso um pouquinho de paciência. Para vê-la de cima, são 18 quilômetros de carro em (cerca de 2 horas) e mais 7 quilômetros de trilha a pé (mais 2 horas e meia). Se quiser olhar essa beleza por baixo, são quatro dias e três noites fazendo um trekking pesado pelo Vale do Capão, na Chapada Diamantina. O esforço vale a pena para se deslumbrar com a queda de 380 metros. A paisagem é incrível! A fina cortina de água dificilmente toca o chão, mas dança junto com o vento. Crianças? Só aquelas beeem aventureiras.

Cachoeira Véu de Noiva – Mato Grosso
A apenas 12 quilômetros do centro da Chapada dos Guimarães, você só precisa caminhar 500 metros para conseguir visitar uma das cachoeiras mais bonitas do Brasil. A Véu de Noiva é o cartão-postal do Mato Grosso. Ela tem 86 metros de uma queda fininha de água, formada pelo Rio Coxipó, e pode ser observada de cima, a partir de um mirante. Crianças são mais que bem-vindas! A viagem de Cuiabá até a Chapada dos Guimarães demora cerca de uma hora e meia.

Salto Itiquira – Goiás
Uma queda enorme e acessível? Sim, é possível! A cachoeira Salto Itiquira fica a 115 quilômetros de Brasília, no município de Formosa, em Goiás. Depois de apenas 15 minutos de caminhada, você encontra 168 metros de queda e um poço para banho delicioso. E o Parque Municipal do Itiquira ainda oferece uma infraestrutura bacana com estacionamento, banheiros, restaurante, bancos e sorveteria. Para levar a família inteira!

Cachoeira do Caracol – Rio Grande do Sul
O Parque Estadual do Caracol fica na cidade de Canela e é o segundo ponto mais visitado do Sul do Brasil. Lá, é possível encontrar a cachoeira que leva o mesmo nome, com seus 130 metros de queda, que  pode ser admirada de duas maneiras: por cima, através de um mirante, ou por baixo, passando por uma escadaria com pouco mais de 900 degraus. Vale a pena levar as crianças!

Saltos do Rio Preto – Goiás
A cachoeira Salto do Rio Preto foi uma das primeiras belezas naturais a serem exploradas durante a década de 80, na Chapada dos Veadeiros. Até hoje, é um dos passeios mais procurados pelos visitantes do local, pois é formada por duas quedas, uma com 120 metros e outra com 80 metros, localizadas dentro do Parque Nacional. Essa menor tem um poço para banho delicioso. Para chegar até essa maravilha são 6 km de caminhada. Haja perna!

Cachoeira do Tabuleiro – Minas Gerais
Você já ouviu falar na cidade Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais? Pois é lá que está a Cachoeira do Tabuleiro, a mais alta do Estado. São 273 metros de queda cercada por um imponente paredão de rochas e um grande poço que pode chegar a até 18 metros de profundidade. Porém, não é recomendável nadar por lá. O poço é cheio de blocos de pedras submersos e a água está sempre abaixo dos 20 graus.

Salto do São Francisco – Paraná
Um prédio de 60 andares. Essa é a altura da cachoeira Salto do São Francisco. São 196 metros de queda de uma água que se transforma em névoa antes de alcançar o chão. Ela fica dentro do Parque Municipal São Francisco da Esperança e faz fronteira com três municípios do Paraná (Guarapuava, Prudentópolis e Turvo). O acesso é um pouco complicado: são 50 quilômetros de estrada que podem ser percorridos de carro, mas a estrada não é das melhores.

Água Branca – São Paulo
Visitar a cachoeira da Água Branca, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, é uma aventura de verdade. A trilha para chegar até ela tem cerca de 9 quilômetros, o que equivale a 9 horas de caminhada (ida e volta) e é preciso contratar um guia. Os amantes da natureza vão se surpreender! No caminho, é possível encontrar vários pontos de parada para banho e pequenas quedas, além da fauna e flora locais. Ao chegar lá, a maravilha: 200 metros de queda da água que nasce do Rio do Brilhante.

Cachoeira de Santo Antônio – São Paulo
Brotas é uma opção para as famílias que querem estrutura na hora de passear. A cidade fica a 240 km de São Paulo e é famosa pelas atividades ligadas aos esportes radicais, como o rafting e o arvorismo. Lá, é possível visitar algumas cachoeiras também. A de Santo Antônio, que tem 15 metros de queda, é uma delas. Por uma trilha mais longa e íngreme, você chega até a Cachoeira das Roseiras, com queda de 55 metros. As duas ficam dentro do Recanto das Cachoeiras, local com estacionamento, restaurante, playground e vestiários. Dá para passar o dia com as crianças.

Cachoeira de São Bento – Goiás
Na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, leve toda a família para conhecer a Cachoeira de São Bento, que tem 6 metros de queda e uma piscina natural enorme. São até promovidos jogos de polo aquático por lá! O acesso é bem fácil para ir com os pequenos. Ela fica a poucos metros de pousadas, mas você não precisa estar hospedado nelas para ir à cachoeira. Se o espírito da turma for mais aventureiro, vocês podem fazer uma trilha de 3 km para chegar até a queda. É tudo bem sinalizado e o banho de água doce compensa.